Prefeitura Municipal de Santa Rosa/RS
Avenida Expedicionário Weber, 2983
CEP: 98789-000 - Bairro Cruzeiro
(55) 3511-5100
07h 30min às 11h 30min
13h 30min às 17h 30min

 
Notícias
14 de Abril de 2014
Prefeitura realizou ação de educação para o trânsito com indígenas
A Secretaria de Habitação e Mobilidade Urbana, em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Social, promoveu na última sexta-feira, 11, um evento no ginásio de esportes do Alibem para atuar na conscientização dos indígenas Kaingangs,
[Clique na foto para ampliar]
A Secretaria de Habitação e Mobilidade Urbana, em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Social, promoveu na última sexta-feira, 11, um evento no ginásio de esportes do Alibem para atuar na conscientização dos indígenas Kaingangs, que estão acampados nas margens das ERS 344 e BR 472. O encontro foi uma das ações desenvolvidas através do projeto de educação para o trânsito da Prefeitura de Santa Rosa, coordenado pelas educadoras Márcia Dogonski e Carin Friedrich.

“O trânsito em Santa Rosa também é composto por indígenas da família de Kaingangs, que todo ano migram de São Valério do Sul e residem aqui por aproximadamente seis meses. Organizam suas moradias nas margens das rodovias e fazem uso do trânsito urbano como pedestres e ciclistas para a venda de seus artesanatos, entre outras necessidades. Hoje temos no acampamento indígena cerca de 20 famílias, num total de aproximadamente 150 pessoas”, conta Márcia.

Conforme a coordenadora foram realizadas atividades teóricas e práticas relacionadas ao trânsito, com a utilização de uma pista móvel e bicicletas para as crianças. Esta ação educativa foi para pais e filhos, tendo como foco as relações entre os mesmos, abrangendo direitos e deveres, considerando sua cultura. O trabalho foi embasado no Código de Trânsito Brasileiro, Capítulo III, que observa as normas gerais de circulação e conduta para os usuários da vias terrestres urbanas e rurais, conforme conceitos estabelecidos neste Código.

“Para o sucesso do projeto o diálogo foi importantíssimo, pois nem todos são bilíngues e fez-se necessário intérpretes, o material distribuído às famílias também foi bilíngue como valorização das culturas. Conhecer seus costumes, conceitos, visão de sociedade e organização social foi primordial, contamos também com a participação da representante da FUNAI de São Valério do Sul, Derli Berlezi, que proporcionou mais conhecimento entre indígenas e não-indígenas, favorecendo a inclusão social”, destaca Carin.
Publicado por:
Departamento de Comunicação
(imprensa@santarosa.rs.gov.br) - (55) 3511 - 5101


Imprimir Notícia
Número de leituras: 1.361

Endereço da página:

Notícias mais lidas nos últimos dias:





Ver Índice Geral de Notícias